Dia dos Namorados – História melhores Presentes Dicas

A história do Dia dos Namorados – e seu padroeiro São Valentim – está envolta em mistério. Mas sabemos que dia 14 de fevereiro tem sido um mês do  Dia dos Namorados, e que aqui no Brasil é comemorado no dia 12 de julho.

Uma lenda afirma que Valentim era um sacerdote que serviu durante o terceiro século em Roma. Quando o imperador Claudius II decidiu que os homens solteiros eram melhores soldados do que aqueles com esposas e famílias, ele proibiu o casamento para homens jovens – seus soldados em potencial. Valentine, percebendo a injustiça do decreto, desafiou Claudius e continuou a realizar casamentos de jovens amantes em segredo. Quando as ações de Valentine foram descobertas, Claudius ordenou que ele fosse condenado à morte. Outras histórias sugerem que Valentine pode ter sido morto por tentar ajudar os Cristãos a escaparem das prisões romanas onde eram freqüentemente espancados e torturados.

Ainda segundo a lenda, Valentim se apaixonou por uma jovem – que pode ter sido a filha do seu carcereiro – que o visitou durante seu confinamento. Antes de sua morte, ele escreveu uma carta para ela. Embora a verdade por trás das lendas de Valentim é obscura, as histórias certamente enfatizam seu apelo como uma figura simpática, heróica, e, principalmente, romântico. Não é nenhuma surpresa que na Idade Média, Valentim foi um dos santos mais populares na Inglaterra e França.

Enquanto alguns acreditam que o Dia dos Namorados é comemorado em meados de fevereiro, para comemorar o aniversário da morte de Valentim – o que provavelmente ocorreu por volta de 270 dC.

Na Grã-Bretanha,  o Dia dos Namorados começou a ser celebrada popularmente por volta do século XVII. Em meados do século XVIII, era comum para amigos e namorados de todas as classes sociais trocarem pequenos presentes e cartões.

No Brasil, o Dia dos Namorados é comemorada no dia 12 de Junho por ser véspera do 13 de Junho, Dia de Santo Antônio, conhecido como o santo casamenteiro. A data provavelmente surgiu no comércio paulista, quando o publicitário João Dória trouxe a ideia do exterior e a apresentou aos comerciantes locais.





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *