Como fazer Meditação Transcendental

Meditação Transcendental equilíbrio entre corpo e alma

Meditação Transcendental é uma técnica para evitar pensamentos que distraem promovendo um estado de consciência relaxado. A técnica da Meditação Transcendental foi trazida da antiga tradição védica da India por Maharishi Mahesh Yogi na década de 1960.

Enquanto medita, a pessoa pratica a Meditação Transcedental em uma posição confortável, com os olhos fechados. Enquanto está nessa posição ela silenciosamente repete um mantra. Um mantra é um som da tradição védica que é atribuído por um instrutor certificado.

Mas para fazer meditação transcendental para equilibrar corpo e alma basta seguir alguns passos simples:

– Encontre um local tranqüilo, silencioso e confortável

– Sente-se de maneira que você se sinta confortável e feche os olhos.

Procure respirar lentamente, observando sua respiração.

Repita o mantra, caso você não tenha um específico, use o “Om”.

– Procure ficar concentrado no seu mantra. Caso desvie o pensamento recomece.

– Procure praticar a Meditação Transcendental duas vezes ao dia em duas sessões (uma vez pela manhã, antes do café e uma à tarde, antes do jantar) de 15 a 20 minutos cada.

Meditação Transcendental não é uma religião ou filosofia. E não necessita de nenhuma alteração de estilo de vida. Segundo os defensores das técnicas de meditação transcendental, ela só pode ser aprendida através de um curso com um professor certificado.

No curso de Meditação Transcendental um professor vai apresentar informações gerais sobre a técnica e seus efeitos durante uma palestra. As pessoas realmente interessadas em aprender a técnica, passam então, por uma entrevista. Após uma breve cerimônia, o praticante recebe um mantra prospectivo, que deve ser mantido em segredo.

Durante os próximos três dias, o aluno frequenta mais três sessões de 90 minutos. Nestas sessões, o professor faz o seguinte: explica a prática com mais detalhes, oferece conselhos e fornece informações sobre os benefícios da prática regular.

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *