Ato Medico Não – Senado

Ato Médico regulamentação da Medicina.

Profissionais de saúde, estudantes da área da saúde, profissionais e estudantes de qualquer outra área, que não concordam com o texto desse projeto podem acessar o site da Campanha Ato Médico Não– www.atomediconao.com.br – e preencher o formulário disponível no site. Além disso, podem conferir maiores detalhes sobre o projeto.

O Ato Médico é um projeto de lei do Senado que define quais são as atividades privativas de médico e quais podem ser realizadas por outros profissionais da área de saúde.

Entre as atividades listadas no projeto estão: emissão de laudo de exames feitos por meio de endoscopia e de imagem (ecografia, por exemplo); prescrição de órteses e próteses oftalmológicas; e realização de perícia médica e exames médico-legais, exceto os exames laboratoriais de análises clínicas, toxicológicas, genéticas e de biologia molecular.

As atividades não privativas aos médicos são: os diagnósticos realizados por outros profissionais, tais como os diagnósticos psicológico, nutricional, de avaliações comportamentais e das capacidades mental, sensorial e psicomotora.

Em resumo o Ato Médico, se aprovado, darão aos médicos poder para determinar se um paciente é portador de determinada doença, sem a necessidade de consultar um especialista da área.

Já os profissionais nutricionistas passam a ter a necessidade de consultar um médico antes de prescrever uma dieta e fisioterapeutas passam a ser massagistas. E farmacêuticos terão suas atividades limitadas.

Com o ato médico aprovado, quem precisar de um fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, farmacêutico, psicólogo (e outras profissões) terá que antes procurar um médico. O Brasil terá que multiplicar o número de médicos para atender a toda demanda.

 

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *