Ano Novo Judaico – Shana Tova

O Ano Novo Judaico (Rosh Hashanah) ocorre no mês de Tishri (Setembro e Outubro no calendário gregoriano) e comemora o aniversário da Criação. É neste dia que D’us abre o livro da vida e observa suas criaturas, decidindo o seu destino para o próximo ano.

Como é habitual em festas judaicas, a observância começa no anoitecer do dia antes de Rosh Hashaná. Celebrantes preparam banho, recebem cortes de cabelo, vestem roupas especiais e cuidam das crianças.

Apesar de D’us abrir o livro da vida, em Rosh Hashaná não é o julgamento final. O livro é ‘fechado’ em Yom Kippur, dez dias depois. O tempo entre estes dois festivais é conhecido como Shabat Shuva. Este é um período de auto-reflexão em que sejustifica sua existência a D’us. Rosh Hashaná é a única celebração judaica que dura dois dias, significando a importância desta data no calendário.

Orações desempenham um papel importante no processo. Devoções intensas e prolongadas em Rosh Hashaná são diferentes dos normalmente proferidas no sábado, mesmo com as orações familiares contendo diferenças sutis. Após a oração da noite as pessoas desejam uns aos outros um Bom Ano Novo. Há também saudações específicas para cada sexo. Para um homem é desejado “, Leshana tova tikateiv v’techateim”. E para a mulher é oferta “, Leshana tova tikateivi vetichatemi”.
Comidas tradicionais judaicas acompanham Rosh Hashanah. Tipicamente, uma bênção será dada a dois pães, conhecidos como chalá. A forma redonda simboliza uma coroa, uma lembrança da realeza de Deus. Challah também representa o círculo da vida, e a esperança de que nossas vidas durem para sempre.

Challah às vezes é assado com uma escada em cima, em reconhecimento que só Deus decide quem sobe ou fica embaixo da escada da vida. Challah na forma de um pássaro também é feito. A Torá diz que Deus irá proteger Jerusalém da mesma maneira que um pássaro paira.

Maçãs mergulhadas no mel são outra tradição Rosh Hashanah . Ela simboliza a esperança de um “ano doce” à frente. Tzimmes, uma mistura feita de cenoura, canela, inhame, ameixas e mel, também é tradicional.

Judeus de origem do Mediterrâneo ou do Oriente Médio servem um peixe inteiro como um desejo de prosperidade, fertilidade, e boa sorte para o próximo ano. Alguns judeus também presenteiam com cestas de frutas cobertas para esconder o conteúdo, simbolizando que ninguém pode saber o que o novo ano trará.

O Rosh Hashanah pode variar. Os judeus ortodoxos celebram Rosh Hashaná em dois dias. Judeus reformados celebram muitas vezes por apenas um dia. Nos tempos bíblicos, a lua, é utilizada para determinar as  datas para os festivais.

 

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *