Sintomas de Gravidez – Primeira Semana Dias Mês

Antes que as mulheres tenham algum indício de esteja grávida ou exiba qualquer sinal de gravidez, seu corpo passa por algumas mudanças significativas que estão destinadas a dar suporte para o desenvolvimento do embrião. Hormônios da gravidez vão aumentar dramaticamente e irá ajudar a nutrir e formar um ambiente protetor para o ovo recém-fertilizado. Mulheres grávidas, então, normalmente dão à luz após a 38 ª semana desde a concepção.

Na maioria das vezes, as mulheres não sentem quaisquer sintomas da gravidez até a 6 ª semana de sua fase de gestação, dependendo de cada uma. Algumas mulheres são tão sensíveis que elas sabem o momento exato em que começam a conceber sem quaisquer sinal visual de gravidez. Se, por exemplo uma mulher está tentando conceber, ela provavelmente estará mais alerta para quaisquer sinais e sintomas precoces da gravidez e as mudanças corporais. Alguns sintomas de gravidez são:  alterações na mama e mamilos, urinar com maior freqüência, sentir-se como doente pela manhã, sensação de cansaço, aumento da saliva, sentir náuseas e tonturas, aumento de acne ou espinhas, dores de cabeça, prisão de ventre, olfato aguçado, libido.

Apesar dos sinais evidentes, algumas mulheres grávidas nem sequer percebem que estão concebendo e só descobrem quando se incia o trabalgo de parto, parece estranho, mas acontece na vida real.

A mulher grávida terá de tomar cuidados extras, especialmente durante a fase de gestação. Pesquisadores descobriram que a mulher vai precisar de 300 calorias extras por dia durante a sua fase de gestação. Isto significa que a futura mãe precisa saber o que ela pode consumir e também o quanto ela pode comer. Durante esta fase, as mulheres grávidas precisam parar de consumir tudo o que representa riscos para o bebê, como fumar ou beber álcool. Também as mulheres grávidas devem reduz qualquer exercício físico enérgico como levantamento de peso ou corridas. Uma dieta saudável proposta pelo médico irá ajudá-la a alcançar uma melhor qualidade de vida e também a lidar com a necessidade nutricional do seu bebê.

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *