Radioatividade – Quimica Natural na Medicina Exercicios Artificial

A radioatividade é o processo pelo qual núcleos atômicos instáveis ?? liberm particulas de energia subatômicas. A palavra radioatividade também é usada para referir-se as partículas subatômicas. Este fenômeno é observado em elementos pesados??, como urânio e isótopos instáveis??, como o carbono-14. A radioatividade foi descoberta pela primeira vez em 1896 pelo cientista francês Henri Becquerel, após descobrir que os sais de urânio eram capazes de deixar negra uma chapa fotográfica colocada no escuro, mesmo através de uma barreira de papel. Experimentos subsequentes distinguiram três tipos distintos de radiação – partículas alfa, partículas beta e raios gama. Estes são carregados positivamente, negativamente carregados, e neutro, respectivamente. A radioatividade é um processo aleatório, o que significa que é fisicamente impossível prever se um dado núcleo atômico emitirá radiação em um dado momento. Em pequenas doses, a radioatividade é um processo útil que pode ser aproveitado pelo homem. Por exemplo, os reatores nucleares que exploram a  radioatividade para gerar calor. Materiais fosforescentes, por sua vez, incluem pequenas quantidades de átomos radioativos. Durante os testes de produtos farmacêuticos, as drogas são, por vezes, misturadas com átomos radioativos para que eles possam ser mais facilmente rastreadas enquanto se movimentam pelo corpo. Em doses elevadas, a radioactividade é extremamente perigosa. Na Ucrânia, um incidente causou o colapso de reatores nucleares que continuam a ter efeitos deletérios sobre a população local até os dias de hoje. Muitas armas foram projetados e testadas, que usam a radioatividade para matar as pessoas em grandes números.





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *