Obesidade Infantil – Brasil, Tratamento, Dicas

A obesidadeinfantil  é uma condição médica séria

A obesidade infantil atinge proporções epidêmicas em todo o mundo, em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os mecanismos responsáveis ??pelo aumento das taxas não estão completamente esclarecidos, mas os resultados de ganho de peso excessivo interagem com vários fatores, entre eles: genéticos, metabólicos, comportamentais e influências ambientais.

Sobrepeso e obesidade infantil está associada a uma variedade de conseqüências adversas, como o risco de doenças cardiovasculares e distúrbios metabólicos. Além disso, a longo prazo as crianças obesas tendem a se tornar adultos obesos.

No Brasil a obesidade infantil cresceu de 3% para 15% em pouco mais de 20 anos. E esse problema é visto em todas as classes sociais. Esse número alarmante se deve em grande parte as redes de fast food distribuídas pelas cidades brasileiras e o consumo excessivo de frituras, gorduras saturadas, farináceos, açúcar refinado, bebidas e alimentos industrializados.

Para prevenir a obesidade infantil, os pais devem estabelecer um horário  para as refeições e que se evite longos períodos sem alimentação. Nos intervalos a crianças poderá comer: frutas, pão, cereais e leite.

Lembrando que uma alimentação equilibrada deve conter, pelo menos, um alimento de cada um dos três grupos: reguladores, energéticos e construtores. E essa alimentação deve ser acompanhada de exercícios físicos.

O Governo brasileiro lançou uma campanha para o combate a obesidade infantil. O programa leva médicos e nutricionistas a 55 mil escolas públicas.

A “Semana de Mobilização Saúde na Escola” deve atender a mais de 10 milhões de crianças com exames médicos e com o acompanhamento de nutricionistas.

 

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *