Maneiras Práticas para Reduzir a Alimentação Emocional

Crie um ambiente e hábitos diários que promovam hábitos alimentares saudáveis

Esta é a terceira e última parte da alimentação emocional. Na parte 1, definimos alimentação emocional. Na parte 2, mostramos como identificar um episódio emocional que se aproxima. Hoje, discutiremos as maneiras práticas de reduzir sua alimentação emocional.

Em primeiro lugar, tente criar um ambiente e hábitos diários que promovam hábitos alimentares saudáveis:

Certifique-se de dormir o suficiente diariamente.
Encontre alguns minutos durante o dia para meditar ou relaxar. Até 60 segundos de olhos fechados e respirações profundas podem ter um efeito positivo.
Coloque alguma forma de atividade física em sua rotina. Pode ser tão simples quanto uma caminhada de 10 minutos, duas vezes por dia. Mesmo em pé por 3 minutos e andando pela sua casa.
Promova relacionamentos íntimos com pessoas que fazem você se sentir bem consigo mesmo. Esta é a sua equipe de apoio que você deve ser capaz de chamar quando sentir que um episódio de fome emocional está se aproximando de você.

Em seguida, prepare um baú de alternativas para comer, como uma resposta às emoções que despertam a fome. Se você sentir um episódio de fome emocional, tente uma das seguintes dicas:

Redução do estresse através da atividade física, tão simples quanto um passeio ao redor do quarteirão
Comunicação com um amigo próximo. Telefone, texto ou conversa em pessoa
Distrações digitais: jogue um videogame, assista a um programa de TV, ouça uma música alta e dance
Beba um copo cheio de água, lentamente
Por mais engraçado que isso pareça, diga estas palavras: “Eu não estou realmente com fome, minhas emoções estão me confundindo”.

A resposta adequada a um episódio emocional de fome pode variar de acordo com sua situação individual e seus gatilhos.

O que ajudou você a reduzir sua alimentação emocional?




Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *