Hackers estão Atacando Gadgets da Internet das Coisas

Dicas para proteger seus sistemas domésticos inteligentes de hackers

Imagine se todos os seus gadgets fosse “inteligente”. Seu carro auto-dirigido pode informar sua casa que você está a caminho para que ela possa ajustar o termostato do ar condicionado e ascender as luzes.

Sua geladeira pode detectar que você está sem leite e fazer a compra online antes mesmo de você acordar. Um drone entrega o leite a tempo de você tomar seu café da manhã. Todos esses recursos são úteis, mas eles trazem riscos.

Como os hackers estão atacando Gadgets da Internet das Coisas

Os cibercriminosos nem sempre tentam roubar informações pessoais e bancárias. Às vezes eles estão tentando criar estragos e perturbar a vida das pessoas através de ataques cibernéticos.

Na maioria das vezes, os cibercriminosos usam um exército de internet de coisas (internet of things  – IoT) para destruir serviços ou desligar sites. Isso é chamado de um ataque distribuído de negação de serviços (DDoS).

Os ataques DDoS ocorrem quando os servidores estão sobrecarregados com mais tráfego do que eles podem manipular. Esses tipos de ataques são realizados com um “botnet”.

Um botnet é um grupo de gadgets que os hackers controlam sem o conhecimento do proprietário. Os hackers aproveitam o controle de gadgets involuntários com um vírus ou malware e, em seguida, usam a rede de computadores infectados para executar hacks ou fraudes em grande escala.

O que está acontecendo agora é que os hackers estão infectando gadgets “IoT”, como geladeiras inteligentes e webcams, com malware para criar uma botnet. Eles então vão para a Dark Web e vendem para outros criminosos que são menos experientes em tecnologia.

Como proteger seus sistemas domésticos inteligentes de hackers

Uma vez que as infecções do dispositivo Internet de Coisas residem em memória temporária, a primeira coisa que você precisa fazer é reiniciar o dispositivo para limpar o malware.

Verifique o seu roteador, webcam IP ou impressora conectada, é importante que você altere o nome de usuário e a senha do administrador padrão. Faça isso acessando o hub do aparelho (geralmente através de uma página da Web ou de um aplicativo de smartphone). Se o seu dispositivo inteligente se conectar através do site do fabricante, verifique se a sua senha para o site é complexa e única.

Em seguida, verifique se há atualizações de firmware. Quando os ataques DDoS são divulgados, os fabricantes começam a emitir atualizações de segurança para evitar tais infecções. É importante manter seu firmware sempre atualizado.

Se o seu dispositivo não buscar automaticamente as atualizações do firmware, faça isso manualmente pelo menos de três em três meses.

Alguns roteadores também possuem algumas funcionalidades de firewall. Na página do administrador do seu roteador, procure as configurações denominadas “Desativar varredura da porta” e “Ativar proteção do DoS” e certifique-se de ativá-las.

Como evidenciado por recentes ataques e técnicas, neste mundo cada vez mais conectado, é evidente que, nossas casas se tornem “mais inteligentes”, mais temos que ser mais inteligentes do que nossos gadgets.




Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *