Fotos de Clarice Lispector – Amor

Clarice Lispector foi uma das maiores escritoras do século passado. Clarice passou sua infância no Recife. Quando tinha 15 anos, ela, suas duas irmãs mais velhas e seu pai se mudaram para o Rio de Janeiro.

Depois de uma paixão não correspondida com o escritor Lúcio Cardoso (ele era homossexual), ela se casou com um diplomata e tornou-se Clarice Gurgel Valente, e eventualmente, mãe de dois meninos.

No Rio, e, 1943, com 23 anos, ela terminou seu primeiro romance, “Perto do Coração Selvagem”. O estilo deste livro foi muito inovador. No ano seguinte, ela foi premiada com o Prêmio Graça Aranha para o melhor primeiro romance. Muitos sentiram que ela havia dado a literatura brasileira uma voz única no contexto mais amplo da literatura. O exame da vida interna dos seus personagens era uma reminiscência do estilo de Virginia Woolf e James Joyce.

Em 1944, o casal viajou para Nápoles, Itália por causa do trabalho do marido Maury Gurgel Valente no Consulado Brasileiro. Nos 15 anos seguintes, Clarice Lispector viajou por todo os Estados Unidos e América. Enquanto na Itália, Clarice se familiarizou com Giuseppe Ungaretti. O poeta italiano se traduziria trechos de seu primeiro romance. Giorgio de Chirico pintou o retrato dela. Mas talvez sua ação mais significativa foi que ela terminou o romance O Lustre.

Em 1946, Clarice Lispector e seu marido se mudaram para Berna, na Suíça depois de uma curta viagem ao Brasil. Ao longo de sua residência na Suíça, seu tédio se deteriorou em depressão. Apesar de sua melancolia, Clarice Lispector era capaz de escrever seu terceiro romance A Cidade Sitiada. Em 1948, Clarice Lispector deu à luz a Pedro Gurgel Valente.

Em 1949, Clarice Lispector e sua família retornaram ao Brasil. Até que se mudaram para Torquay, Devon. Seu marido foi nomeado delegado para o Acordo Geral de Tarifas Aduaneiras e Comércio. A família permaneceu na Inglaterra durante a maior parte de 1951. No entanto, enquanto em Londres, Clarice Lispector teve um aborto espontâneo, provocando um retorno ao Brasil.

Alguns contos de Clarice Lispector, foram publicado em 1952, quando ela voltou para o Rio de Janeiro.

Durante o outono de 1952, Clarice Lispector e sua família se mudaram mais uma vez. Desta vez, a família foi para a capital dos Estados Unidos, Washington, onde ficaram por sete anos. Durante esse tempo ela se tornou amiga íntima de Erico Verissimo.

A vida como esposa de um diplomata fez Clarice Lispector uma pessoa muito triste. Os anos longe de sua família a fez se sentir cada vez mais solitária. Em 1959, Clarce retornou ao Brasil com seus filhos. Ela escreveu seus romances mais influentes, incluindo A Paixão Segundo GH bem como Laços de Família.

Depois de voltar ao Brasil, Clarice Lispector enfrentou dificuldades econômicas. Ela se esforçou para conseguir uma editora interessada em Laços de Família. A Paixão Segundo GH tornou-se um dos livros mais famosos da carreira de Clarice Lispector.

Em 1966, Clarice Lispector sofreu um acidente, depois de tomar uma pílula para dormir, ela desmaiou com um cigarro aceso na mão. A queimadura foi tão grave, que os médicos  consideraram a amputação completa de sua mão. Nos  11 anos seguintes, Clarice Lispector escreveu, apesar de sua dor.

Em 1977, Clarice Lispector publicou A Hora da Estrela. Este romance demonstra  a pobreza em relação ao poder no Brasil. Este foi também o ano em que Clarice Lispector sucumbiu ao câncer de ovário.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *