Esofagite – Erosiva, Refluxo

Esofagite pode virar câncer

Esofagite é uma inflamação da mucosa do esôfago, o tubo que transporta os alimentos da garganta para o estômago. Se não tratada, esta condição pode se tornar muito desconfortável, causando problemas em engolir, úlceras e cicatrizes no esôfago. Em raros casos, uma condição conhecida como “esôfago de Barrett” pode se desenvolver, o que é um fator de risco para câncer de esôfago.

A esofagite é causada por uma infecção ou irritação do esôfago. Uma infecção pode ser causada por bactérias, vírus, fungos, ou doenças que enfraquecem o sistema imunológico. Infecções que causam esofagite incluem:

– Candida – Esta é uma infecção causada pelos mesmos fungos que causam infecções fúngicas vaginais. A infecção se desenvolve no esofago quando o sistema imune do corpo está fraca (tal como em pessoas com diabetes ou HIV). É geralmente tratável com medicamentos antifúngicos.
– Herpes – Como Candida, esta infecção viral pode desenvolver no esôfago quando o sistema imunológico do corpo está fraco. É tratável com drogas antivirais.

Esofagite que causa irritação pode ser causada por: RGE, ou doença do refluxo gastroesofágico, vômitos, cirurgia, medicamentos como aspirina e outros anti-inflamatórios, ingestão de uma substância tóxica, hérnias, lesão por radiação

Os sintomas da esofagite incluem:dor ao engolir, azia, feridas na boca, sensação de algo pesado na garganta, náusea, vômitos. Se você tiver algum destes sintomas, deve contactar o seu médico o mais rápido possível.

Existem vários testes que podem ser usados para diagnosticar a esofagite. Estes incluem:endoscopia digestiva, biópsia, raio x.

O tratamento para a esofagite depende de sua causa. Os tratamentos possíveis incluem:

– Medicamentos que bloqueiam a produção de ácido.
– Antibióticos, antifúngicos, antivirais ou para tratar uma infecção.
– Medicamentos para a dor.
– Corticosteróide para reduzir a inflamação.
– Endoscopia para remover quaisquer fragmentos de pílula.
– A cirurgia para remover a parte danificada do esôfago.

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *