Biodiversidade – Brasileira Flora e Fauna Amazonia Conceito

A diversidade biológica, ou biodiversidade, é a variedade de organismos do mundo, incluindo a sua diversidade genética e as que se formam. Toda a vida na terra é parte de um sistema grande, interdependentes. Ele interage com, e depende, os componentes não-vivos do planeta: a atmosfera, oceanos, água doce, rochas e solos. A humanidade depende totalmente desta comunidade de vida – esta biosfera – da qual somos parte integrante. É o termo geral para a riqueza biológica natural que sustenta a vida humana e o bem-estar. A amplitude do conceito reflete a inter-relação dos genes, espécies e ecossistemas. Os componentes básicos e os processos da biosfera estão ligados uns aos outros e aos bens e serviços que prestam à humanidade. Essas interconexões múltiplas deixam claro que as espécies não podem ser gerenciados sem conseguir a sua diversidade genética e os habitats em que ocorrem e as prioridades de conservação ideal não pode ser definida a menos que as conexões entre a biodiversidade e as necessidades humanas são compreendidas. A variedade de espécies e genes encontrados em uma nação, e os habitats e ecossistemas em que ocorrem, são recursos críticos que devem ser utilizados de forma sustentável no desenvolvimento de cada país. Um país é rico em espécies, e a gestão do uso humano da diversidade biológica do país deve ser uma prioridade nacional para assegurar que as necessidades do povo sejam atendidas. O Brasil é um dos locais com maior diversidade biológica do mundo, com mais espécies de primatas, anfíbios, peixes de água doce, plantas e flores que qualquer outro país. Grande parte da biodiversidade do Brasil está localizada na Amazônia brasileira. Além da importância da Amazônia, a floresta Atlântica do Brasil e da região do Cerrado foram identificados como dois grandes pontos mundiais, que abriga 60 por cento das espécies do mundo. Embora as florestas da Amazônia estejam  ainda 85 por cento intactas, apenas 7 por cento da floresta Atlântica permanece como era, tornando-se uma das ecorregiões mais ameaçados do mundo. Nas savanas e florestas secas da região do Cerrado, a expansão agrícola e o desenvolvimento de grandes cursos de água estão mudando rapidamente a paisagem. Embora a região Amazonica seja protegida oficialmente, muitos problemas ainda existem e em torno das áreas protegidas. Estes incluem a extração ilegal de mogno nos territórios Kayapó, a poluição por resíduos agrícolas e incêndios de grandes proporções durante a estação seca. A região de Mata Atlântica responde por 80 por cento do Produto Interno Bruto do Brasil e é o lar de 70 por cento da população do país. É também um dos ecossistemas mais ricos do mundo. Um hectare de Mata Atlântica abriga inúmeras espécies de árvores. Na savana tropical biodiversa do cerrado, cerca de 4.400 dos cerca de 10.000 espécies de plantas encontradas na região, não nascem em nenhum outro lugar do mundo.





Autora da matéria :
2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *