Antraz – Sintomas Transmissão Tratamento

O susto do recente uso do antraz tem captado a atenção de todos os países. Já que ocorreram diversos casos confirmados,  incluindo várias mortes. O antraz é uma infecção causada por uma bactéria formadora de esporos chamados Bacillus anthracis.

O antraz pode infectar os seres humanos de três maneiras. O mais comum é a infecção através da pele, o que provoca uma ferida que geralmente desaparece sem tratamento. Seres humanos e animais podem ingerir antraz a partir de carcaças de animais mortos que tenham sido contaminados. Ingestão de antraz pode causar doença grave e por vezes fatal. A forma mais mortal é inalação de antraz. Se os esporos de antraz são inalados, eles migram para gânglios linfáticos no peito onde se proliferam, e produzem toxinas que muitas vezes causam a morte.

Os sintomas da contaminação por antrax podem apresentar lesão no local, inchaço dos gânglios linfáticos, febre, e dores. A contaminação cutânea por antrax, se não tratada, leva a morte de  20 por cento das pessoas.

Já a contaminação pela inalação, os sintomas podem começar com febre ou mal estar geral, e estes sintomas podem até mesmo desaparecer. Isto é geralmente seguido por problemas respiratórios. Esta forma de contaminação por antraz é normalmente fatal.

Para se fazer o diagnostico de antrax é necessário que as bacterias sejam encontradas no organismo ou manchas de antraz cutâneo (pele). A radiografia de tórax também pode mostrar alterações características e entre os pulmões. Uma vez que o antraz é disseminado, as bactérias podem ser vistas no sangue através de um microscópio.

Na maioria dos casos, o tratamento precoce pode curar o antraz. A contaminação na forma cutânea (pele) pode ser tratada com antibióticos comuns, tais como a penicilina, tetraciclina, eritromicina e ciprofloxacina. A forma pulmonar é uma emergência médica. Precoce e contínua terapia intravenosa com antibióticos pode salvar vidas. A vacina contra a contaminação por antraz já existe, mas ainda não está disponível ao público em geral.

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *