Agorafobia – O que é tem cura

A fobia é geralmente definida como o medo implacável de uma situação, atividade, ou coisa que leva alguém a querer evitá-lo. A definição de agorafobia é um medo de estar fora ou não estar em uma situação da qual se quer mas não pode fugir ou escapar dela seria muito difícil ou constrangedor.

A agorafobia ocorre muitas vezes em combinação com o transtorno do pânico.

Há uma série de teorias sobre o que pode causar agorafobia. Uma hipótese é que a agorafobia se desenvolve em resposta à exposição repetida a ansiedade provocando eventos. Embora agorafobia, assim como outros transtornos mentais, é causada por uma série de fatores, ela também tende a ocorrer em famílias e para algumas pessoas, pode ter um fator genético claro contribuindo para seu desenvolvimento.

Os temores agorafóbicos tipicamente envolvem agrupamentos característicos de situações que incluem estar fora de casa sozinho; estar em uma multidão ou em uma fila; estar em uma ponte, e viajando em um ônibus, automóvel ou trem.

O ataque de pânico com associação da agorafobia, podem envolver intenso medo, desorientação, ritmo cardíaco acelerado, tonturas, ou diarréia. Os indivíduos muitas vezes começam a evitar as situações que provocam estas reações. Curiosamente, as situações que são muitas vezes evitadas por pessoas com agorafobia e os ambientes que causam distúrbios do equilíbrio e desorientação nas pessoas são bastante semelhantes.

As pessoas com agorafobia muitas vezes exigem a presença de um companheiro.

Curiosamente, a agorafobia, como outras fobias, muitas vezes é diagnosticada e tratada quando os pacientes procuram tratamento para outros problemas médicos ou emocional. Tal como acontece com outros transtornos mentais, não existe um teste único e específico para a agorafobia. O médico ou psiquiatra terá que se basear em um histórico completo da pessoa, seguido de

um exame físico e exames laboratoriais, se necessário. Muitas vezes, determinar a causa requer o envolvimento de um psiquiatra, psicólogo clínico, e / ou outros profissionais de saúde mental.

A fim de diagnosticar a agorafobia, o profissional irá provavelmente fazer perguntas para garantir que a ansiedade do doente seja verdadeiramente o resultado de um medo de estar em situações que tornam impossível, difícil ou embaraçoso escapar, e não no contexto de outro problema emocional (por exemplo, medo de estar perto de pessoas que lembram de um agressor no caso de transtorno de estresse pós-traumático ou o medo de ouvir vozes que não têm nenhuma base na realidade, como ocorre na esquizofrenia).

Há uma variedade de tratamentos disponíveis para a agorafobia, incluindo tipos específicos de psicoterapia, bem como vários medicamentos eficazes.

 

 

 

 

 

 





Autora da matéria :

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *